Pages

Subscribe:

RÁDIO WEB EM DOSE DUPLA

RÁDIO WEB EM DOSE DUPLA
Tocando o Sucesso de Sempre

JOLUSI AM (Rádio web) 2017

A rádio web JOLUSI AM também está nesse endereço. Agora com áudio e video. Clique no PLAY para ouvir a música.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Com nova formação desde janeiro, a banda Suricato já planeja EP e álbum

Texto:  Mauro Ferreira
Fonte: G1.Globo.com
Fotos: Reprodução
Edição: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação itinerante do Blog MUSIBOL

(Crédito da imagem: Suricato em foto de Fabian Alvarez. Reprodução do Facebook)


Quando foi anunciado como o novo vocalista e guitarrista do Barão Vermelho, em 17 de janeiro deste ano de 2017, Rodrigo Suricato garantiu que a turnê com o grupo carioca – prevista para estrear em maio – jamais iria atrapalhar as atividades da banda que criou em 2009, Suricato, na cidade do Rio de Janeiro (RJ). Ainda é cedo para atestar isso. Mas o fato é que, com nova formação (como visto na foto de Fabian Alvarez), o Suricato planeja para este ano a edição de EP e, na sequência, o lançamento do terceiro álbum de estúdio do grupo.

Com as saídas do guitarrista Guilherme Schwab e do baterista Pompeo Pelosi, anunciadas em 10 de janeiro, uma semana antes da notícia de que Rodrigo integraria o Barão, o Suricato incorporou os músicos Cauê Nardi (violão e viola caipira), Cesinha (bateria e bandolim), Miguel Bestard (guitarra e vocais) e Thiago Medeiros (teclados, violino, trompete e vocais). Já o baixista Raphael Romano continua na banda, na qual Rodrigo permanece à frente como vocalista e também guitarrista. O último álbum do Suricato, Sol-te (2014), já saiu há três anos.






segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Modelo russa que ficou pendurada em arranha-céu diz ter medo de altura

Informações: blogs.oglobo.globo.com/ clancobra.com.br
Fotos: Reprodução/Instagram(viki_odintcova)
Edição: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação itinerante do Blog MUSIBOL



Viktoria Odintsova, a modelo russa de 23 anos, arriscou a própria vida ao ficar pendurada sem qualquer equipamento de segurança, a mais de 300 metros de altura na Cayan Tower, em Dubai (Emirados Árabes Unidos).

Ela só estava contando com a força do braço de um homem, que fazia parte da produção de um ensaio fotográfico.

"Ainda não acredito que tenha feito isso", disse a modelo, segundo o "Metro".



E ainda voltou a surpreender com uma recente declaração: ela disse que tem medo de altura.

“Eu tenho medo de altura, mas sempre costumo encarar os meus medos”, disse Viki, como é mais conhecida, ao “Daily Mail”.


A russa não usou qualquer equipamento de segurança e só contou com a força do braço de um integrante da produção do ensaio no segundo prédio mais alto do mundo.


Por causa da ousadia, a modelo foi interrogada pela polícia e se comprometeu e não pôr sua vida em risco novamente.

Viki admitiu que o ensaio foi “perigoso” e de “alto risco” e contou que os pais ficaram furiosos com ela.

“Prometi a eles que não faria isso de novo”, declarou.





sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Aos 16 anos, Larissa Manoela compra casa de R$ 2,7 milhões em Orlando

Fonte: IBahia.com
Fotos: Reprodução
Edição: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação itinerante do Blog MUSIBOL

Atriz mirim do SBT fatura cerca de R$ 3,6 milhões de acordo com informações da revista "Veja São Paulo"


Larissa Manoela gostou tanto de Orlando, que resolveu comprar um imóvel na cidade. Após passar as férias de 2016 nos Estados Unidos, a atriz mirim do SBT, voltou ao local para comprar uma casa avaliada em R$ 2,7 milhões. De acordo com o colunista Léo Dias no programa "Fofocalizando", o imóvel adquirido pela ex-namorada de João Guilherme possui nove quartos.

E a atriz já está hospedada em sua nova casa. Larissa viajou para os Estados Unidos após se apresentar em uma casa de shows em São Paulo na última semana e curte os dias de folga longe da folia carnavalesca.

Reprodução: Facebook




Em 2016, a revista "Veja São Paulo" afirmou que o salário fixo da atriz de 16 anos no SBT era de R$ 25 mil e que além deste valor, Larissa ainda lucrava com shows e licenciamento de produtos, que chegava a R$ 300 mil ao mês, totalizando cerca de R$ 3,6 milhões/ano.







quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Jay Z é o primeiro rapper eleito para o Hall da Fama dos Compositores

Fonte: G1.Globo.com
Por: France Presse
Fotos: Reprodução
Edição: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação itinerante do Blog MUSIBOL

Jay-Z na premiere do filme 'O Grande Gatsby', em 1/5 (Foto: Andrew Kelly/Reuters)



O ícone do hip-hop Jay Z, de 47 anos, tornou-se nesta quarta-feira (22) o primeiro rapper escolhido para entrar no Hall da Fama dos Compositores, que homenageia grandes autores da música, anunciou a instituição. A cerimônia está marcada para 15 de junho, em Nova York, nos Estados Unidos.

Jay Z, que vendeu mais de 100 milhões de discos em sua carreira desde seu primeiro álbum, "Reasonable Doubt" (1996), já venceu o Grammy 21 vezes.

"Em me lembro de quando se dizia que o rap era uma moda passageira, e agora estamos ao lado de alguns dos melhores compositores da história", escreveu Jay Z em sua conta no Twitter, horas após sua nomeação. Ele classificou a escolha como uma "vitória" para esse movimento musical, iniciado na década de 1970, na cidade de Nova York.

Nascido no Brooklyn, em Nova York, com o nome de Shawn Corey Carter, Jay Z é marido da diva do pop Beyoncé, que no final de janeiro revelou estar grávida de gêmeos. Ele também tem uma bem-sucedida carreira como produtor e empresário.


'Eu me lembro de quando se dizia que o rap era uma moda passageira', comentou ele. Cerimônia está marcada para 15 de junho, em Nova York.



Os outros compositores escolhidos em 2017 para o Hall dos Compositores foram Jimmy Jamm e Terry Lewis, mais conhecidos por seu trabalho com Janet Jackson, com quem colaboraram para seu álbum "Control", de 1996, assim como os três membros da Chicago Band – Robert Lamm, James Pankow e Peter Cetera.

"Com nossa lista de designados, o Hall da Fama dos Compositores pretende reconhecer de forma definitiva aos criadores da música do século XXI enquanto seguimos rendendo tributo aos grandes das décadas anteriores", disse a organização do evento em comunicado. Em breve, outros nomes deverão ser divulgados.








domingo, 19 de fevereiro de 2017

Moraes chama para folia tropicalista da Bahia na música inédita 'Doidinho'

Texto:  Mauro Ferreira.
Fonte: G1.Globo.com
Fotos: Reprodução
Edição: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação itinerante do Blog MUSIBOL



"Vem pra Bahia
Vem ficar doidinho
Nesse verão que é sem igual
Praia, avenida, praça e Pelourinho
É Tropicália o nosso Carnaval",

convida Moraes Moreira no refrão de Doidinho, música inédita de autoria do cantor, compositor e instrumentista baiano lançada na sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017, em single nas plataformas digitais, quase um mês após a música ter sido disponibilizada em vídeo no YouTube.

Precursor da música carnavalesca baiana, que gerou a chamada axé music a partir de 1985, Moreira apresenta uma típica marcha-frevo como tantas do cancioneiro autoral do artista. O refrão alude ao fato de o Carnaval da Bahia celebrar em 2017 os 50 anos da Tropicália, movimento musical de 1967 organizado pelos então novos baianos Caetano Veloso e Gilberto Gil, entre outros artistas e intelectuais.

A propósito, Moraes Moreira continua em turnê pelo Brasil com o show que marca reunião do grupo Novos Baianos após quase 20 anos. A turnê estreou na Bahia em maio de 2016.

(Crédito da imagem: capa do single Doidinho, de Moraes Moreira)





quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Homem é tratado como 'herói' por bloquear câmera de radar com capô de carro



Texto: Fernando Moreira
Fonte: Page NotFound (oglobo.globo.com)
Edição: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação Itinerante do Blog MUSIBOL)


Chris bloqueia a câmera da polícia em estrada inglesa.
Reprodução/Twitter(Kazi UK™)




Chris Welford está sendo tratado na web como "herói" por ter bloqueado deliberadamente a câmera de um radar da polícia em estrada de North Yorkshire (Inglaterra).

O britânico estacionou o seu BMW atrás da van da polícia e abriu o capô, como se o carro estivesse enguiçado, impedindo que a câmera registrasse infrações.

De acordo com o "Metro", Chris Welford passou uma hora bloqueando a câmera de vigilância, por vingança. Ele tomou essa atitude após ser flagrado acima do limite de velocidade no mesmo local.

"As pessoas amaram isso. Uma delas entrou em contato e disse: 'Nem todos os heróis usam capa'. Havia um policial dentro da van, mas ele me ignorou", contou o britânico.

A polícia classificou o ato como "irresponsável". Não se sabe se medidas judiciais serão tomadas.




segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Sarajane, Simony e Rita Cadilac homenagearão Chacrinha na Avenida

Fonte: IBahia.com
Fotos: Reprodução
Edição: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação itinerante do Blog MUSIBOL

O trio elétrico batizado de Cassino do Chacrinha, ganhará cores e lembrará o centenário do artista


CARNAVAL 

A cantora Sarajane vai homenagear Abelardo Barbosa, o Chacrinha, no carnaval de Salvador. O trio elétrico batizado de Cassino do Chacrinha, terá cores e lembrará o centenário do velho guerreiro. Para reproduzir a cena, Sara convocou três nomes: a ex-chacrete Rita Cadilac e os cantores Luciano Nassay (ex-Trem da Alegria) e Simony (ex-Balão Mágico).



 


O figurino da cantora promete ter cores, purpurina e lantejoulas. Sarajane puxará trio na segunda e terça (27 e 28) de carnaval. No sábado (25) a festa é em Cajazeiras, e no domingo (26) em Periperi.



Sarajane homenageará Chacrinha na Avenida (Foto: Divulgação)
  



domingo, 12 de fevereiro de 2017

De vestido curto, apresentadora salta em colchões e esquece um detalhe: estava sem calcinha


Texto: Fernando Moreira
Fonte: Page NotFound (oglobo.globo.com)
Edição: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação Itinerante do Blog MUSIBOL)


Aracely pousa em colchão e 'mostra demais' | Reprodução/YouTube(MULTIMEDIOS)


Uma apresentadora de TV mexicana acabou sendo vítima do "mostrou demais" ao participar de uma brincadeira no palco de programa do canal Multimedios na semana passada.

Com a ajuda de uma pequena base elástica, Aracely Ordaz Campos, que usava um vestido tomara-que-caia curto, correu e saltou sobre colchões.


A mexicana tem mais de um milhão de seguidores no Instagram | Reprodução/Instagram(gomita_oficial)


Ela só se esqueceu de um um "mero" detalhe:
estava sem calcinha.

Depois da repercussão, Gomita, como a apresentadora é mais conhecida, declarou que estava com um short cor de pele. Mas os fãs reagiram: Então por que ela ficou tão sem graça sobre o colchão?

Assista:





sábado, 11 de fevereiro de 2017

Além de pagar, plataformas digitais devem dar crédito aos compositores

Texto:  Mauro Ferreira.
Fonte: G1.Globo.com
Fotos: Reprodução
Edição: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação itinerante do Blog MUSIBOL



Divulgada na quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017, a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que determina o pagamento de direitos autorais pelas plataformas de streaming ao Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad) é um avanço no que diz respeito aos direitos dos compositores. Por mais que haja questionamentos sobre a forma de atuação do Ecad, é progresso a Justiça reconhecer que, se o público tem acesso gratuito a milhares de músicas, os autores dessas músicas têm que receber pelo consumo das respectivas obras.

Contudo, é preciso avançar ainda mais e creditar esses compositores nestas mesmas plataformas. É inadmissível que somente os intérpretes das músicas sejam nomeados quando o público acessa uma música numa plataforma como o Spotify, por exemplo, para citar somente o veículo digital de maior popularidade no segmento do streaming. Creditar os compositores é também uma forma de valorizar o trabalho destes profissionais que geram lucros para intérpretes, gravadoras, empresários e os próprios serviços de streaming.

Tudo começa, cabe lembrar, quando um compositor cria uma canção. A canção é a matéria-prima que aciona o motor da indústria da música. Por isso, a questão dos créditos dos compositores também é urgente, já que a tendência é a progressiva diminuição da fabricação e das vendas de CDs, suporte físico em que os compositores sempre foram devidamente creditados (os LPs resistem, mas em nichos do mercado). Não é somente uma questão de vaidade. É, antes, uma questão de justiça e de respeito com o trabalho alheio...

(Crédito da imagem: Logotipo do Spotify / foto de divulgação)





Grammy 2017 terá batalha de Adele x Beyoncé... E um pouco de política

Fonte: G1.Globo.com (Agence France-Presse)
Fotos: Reprodução
Edição: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação itinerante do Blog MUSIBOL

Cerimônia acontece neste domingo (12) nos EUA com disputa das duas cantoras nas principais categorias. Artistas campeões de indicações já criticaram abertamente o presidente americano.


As divas Adele e Beyoncé se enfrentam neste domingo (12) nas três principais categorias do Grammy, os prêmios mais importantes da música, que podem servir de vitrine para a entrada das estrelas no tenso debate político americano.

Beyoncé, que lidera os Grammys com nove indicações, aparecerá em público pela primeira vez desde que revelou que está grávida de gêmeos do marido Jay Z, um anúncio que teve enorme repercussão na internet.

A cantora, de 35 anos, que ganhou fama com um pop temperado com R&B, foi mais ousada e provocativa em "Lemonade".


Beyoncé e Adele vão disputar principais prêmios do Grammy 2017 (Foto: Andrew Harnik e Joel Ryan/Arquivo AP Foto)




Na sua maior aproximação com o hip hop, Beyoncé flertou também com o rock e a música country, o álbum é uma exploração poética da experiência da mulher afro-americana, em que aborda temas duros como a infidelidade e a brutalidade policial.

Beyoncé ganhou 20 Grammys ao longo de sua carreira, mas, para a decepção de seus fãs, perdeu consistentemente nas categorias principais de Álbum do Ano e Gravação do Ano.

Em seu caminho para o gramofone dourado está Adele, que vai batalhar nas principais categorias com seu sucesso de vendas "25", que traz baladas cheias de mágoa e nostalgia, como a faixa "Hello".

"25" foi o disco mais vendido do mundo desde o último trabalho da cantora britânica, "21", que ganhou o prêmio de Álbum do Ano em 2012.




Beyoncé e Adele competem pelo prêmio principal com o rapper Drake, que quebrou recordes em plataformas de streaming com suas melodias dançantes.

Os outros grandes concorrentes nessa categoria são "Purpose", de Justin Bieber, em que o cantor reavivou seu som com a ajuda de produtores de música eletrônica, e "A Sailor's Guide to Earth", de Sturgill Simpson, que deu uma pincelada intelectual à música country com letras inspiradas na filosofia budista.

Trump na mira?

Muitos artistas convocados para o Grammy estão unidos não só pelo amor pela música, mas também pela rejeição ao presidente americano, Donald Trump. Beyoncé, Adele e Drake criticaram o discurso anti-imigrantes do magnata republicano.




O espetáculo de domingo contará com a participação cantoras que fizeram campanha para a candidata derrotada Hillary Clinton, como Katy Perry e Lady Gaga.

Desde a chegada de Trump ao poder, os artistas se dedicaram a criticá-lo. E o presidente, que é um consumidor ávido de televisão, não vacilou em contra-atacar pelo Twitter.

Espera-se que Perry estreie sua nova canção "Chained to the Rhythm", após o frenesi que criou com a "caça ao tesouro" que lançou no Twitter, dando pistas para os fãs chegarem a globos espelhados colocados em várias cidades do mundo, aos quais podiam conectar seus fones e escutar a nova canção.

Lady Gaga fará uma única e incomum participação na cerimônia, junto com a lendária banda de metal Metallica, uma semana depois de se apresentar no popular Superbowl para uma audiência de 117 milhões de telespectadores, onde ofereceu uma mensagem de aceitação social.

Volta dos robôs e homenagens

A cerimônia marcará o retorno aos palcos do Daft Punk, a dupla de música eletrônica francesa que sempre aparece com seus trajes de robô e que não toca em público desde os Grammys de 2014.








segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Oscar ainda muito branco? Premiação tem só três latinos indicados em 2017

Fonte: cinema.uol.com.br
Imagens: Theo Wargo/Getty Images/AFP / Reprodução / Arquivo ASES / Google
Edição: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação itinerante do Blog MUSIBOL


David Villafranca De Los Angeles (EUA)
A baixa presença de indicados latinos no Oscar deste ano reabriu nos últimos dias o debate sobre a falta de representação hispânica na frente e atrás das câmeras.


O ator e compositor Lin-Manuel Miranda, no musical "Hamilton", que venceu o prêmio da categoria no Grammy de 2016


A Academia de Hollywood anunciou na última terça-feira (31) os candidatos para os prêmios Oscar entre os quais aparece, como latino nascido nos Estados Unidos, o músico de origem porto-riquenha Lin-Manuel Miranda, que concorrerá à estatueta a melhor canção por "How Far I'll Go" do filme de animação "Moana: Um Mar de Aventuras".

Quanto aos candidatos ibero-americanos figuraram o mexicano Rodrigo Prieto, indicado à melhor fotografia por "Silêncio", e o espanhol Juanjo Giménez, candidato ao prêmio de melhor curta-metragem por "Timecode".



A presença de Viggo Mortensen, ator americano com fortes laços com a América Latina que concorrerá ao Oscar de melhor ator por "Capitão Fantástico", acrescentará um pouco mais de toque latino em uma cerimônia na qual não haverá produções hispânicas indicados a melhor filme estrangeiro.





A lista do Oscar foi divulgada depois que no último Globo de Ouro não houve nenhum premiado latino, apesar de indicados como o mexicano Gael García Bernal ("Mozart in the Jungle") e a artista de origem porto-riquenha Gina Rodríguez ("Jane the Virgin"), e de no último Emmy não ter havido hispânicos indicados nas categorias mais significativas.

Por outro lado, as indicações ao Oscar serviram para que Hollywood se reconciliasse com o talento afro-americano, após dois anos sem indicados dessa minoria como intérpretes, mas algumas vozes sugeriram que a discussão sobre a diversidade deveria ser ampliada aos profissionais de origem latina e asiática.



Um recente estudo da Universidade do Sul da Califórnia (USC) concluiu que 73,7% dos personagens com diálogo ou nome dos filmes de 2015 eram brancos, contra 26,3% das demais raças ou etnias, entre os quais se destacaram 12,2% de negros, 5,3% de latinos e 3,9% de asiáticos.

Um dia antes da divulgação dos indicações e prevendo o resultado, o fundador da agência de publicidade Arenas Entertainment e membro da Academia, Santiago Pozo, publicou um artigo no site especializado Deadline sob o título "Os prêmios Oscar são brancos e negros, mas não latinos".




Pozo ressaltou que a indústria do cinema foi, historicamente, um negócio de imigrantes, razão pela qual defendeu abrir as portas "ao verdadeiro multiculturalismo".

"Não posso evitar de me perguntar onde estão os hispânicos (em Hollywood) que, depois de tudo, representam 17% da população americana e são inclusive uma das maiores fatias da porcentagem de população que vai frequentemente ao cinema", escreveu.



"Esta falta de verdadeiro multiculturalismo é culpa da Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood (que organiza o Globo de Ouro) ou da Academia? Não, não é. Essas instituições refletem o que nossa indústria faz, e a verdade é que as oportunidades para os hispânicos, tanto na frente como atrás das câmeras, são poucas e pouco frequentes", acrescentou.

Por sua vez, o jornalista Dennis Romero publicou uma coluna no jornal "Los Angeles Times" intitulada "Os prêmios Oscar estão menos brancos, mas onde estão os latinos?".

"A carência de narrativas latinas e a omissão do talento latino é especialmente notável quando se considera que cerca de três quartos da população no condado de Los Angeles pertencem a minorias e cerca da metade são latinos", escreveu.



O jornalista destacou, além disso, que muitos papéis de latinos são interpretados por atores não hispânicos, como aconteceu com o papel protagonista de Tony Méndez em "Argo", que foi vivido por Ben Affleck

"Este ano traz uma preocupação adicional: que uma indústria que durante muito tempo retratou os latinos como bandidos, gângsteres e garçons sirva para avivar o racismo e o ódio gerados por eleições (presidenciais nos EUA) nas quais o candidato ganhador (Donald Trump) tentou tachar os imigrantes mexicanos como criminosos e estupradores", afirmou Romero.

Em entrevista à Agência Efe, o ator e produtor Edward James Olmos focou o problema de uma perspectiva empresarial: "Hollywood não desenvolve histórias (de latinos) e não nos põem nessas histórias para avançar".

"Hollywood tem que acreditar que, se fizer um filme latino, vai ganhar dinheiro", explicou Olmos, presidente da empresa audiovisual Latino Public Broadcasting, ao mencionar que os executivos não se preocupam com dinâmicas "sociais ou culturais", mas com resultados econômicos.

Além disso, ele ressaltou que o público hispânico vai aos cinemas para ver as grandes superproduções, mas não prestigia os filmes latinos.





Olmos concluiu que o ideal seria que o cinema americano contasse "histórias de nativos, asiáticos, latinos, africanos e caucasianos".

Os avanços e retrocessos dos hispânicos em Hollywood costumam ser um ponto recorrente nas entrevistas com artistas latinos.

Como exemplo, a atriz America Ferrera disse à Agência Efe em uma recente entrevista sobre sua série "Gente-fied", que o talento latino "raramente" tem a oportunidade de interpretar "personagens complexos e com matizes".

"Temos um problema da baixa representação. Há uma pequena porcentagem de personagens que são latinos e essas representações são as mesmas, duas ou três: dona de casa, jardineiro ou traficante de drogas", lamentou.





JOLUSI FM

JOLUSI FM
A rádio web que toca os sucessos de sempre.

JOLUSI FM

MAPA DE ACESSOS

ON LINE

TYNT

Total de Visitas

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS
DE SERRINHA PARA O MUNDO